unnamed

    A 18ª edição do Liquida Natal terá uma série de novidades para facilitar a vida dos consumidores na hora da compra e para participar dos sorteios em prêmios. Este ano, por meio de um aplicativo, o consumidor que comprar em uma das lojas participantes da maior promoção do setor de comércio e serviços do Estado, bastará apenas baixá-lo, tirar a foto da nota fiscal e aguardar o sorteio.

    Augusto Vaz, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Natal, diz que a cada R$ 40 em compras o consumidor ganhará um cupom para concorrer aos prêmios. A expectativa da CDL é de que os comerciantes faturem R$ 16 milhões além do normal em apenas uma semana. Essa cifra também ajuda ao Estado porque vai gerar cerca de R$ 2,8 milhões em Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e, consequentemente, aos municípios de Natal e Parnamirim, por meio da quota-parte do imposto.

    Números disponibilizados pela CDL mostram que cerca de 3.500 lojistas vão participar da 18ª edição do Liquida Natal, dos quais 300 serão de Parnamirim. Indagado sobre quando será a grande promoção do comércio mais esperada do ano, Augusto Vaz confirmou que o evento está próximo e que todo o mundo saberá um dia antes. “Estamos incentivando os lojistas a investirem em mídia porque eles serão recompensados com as vendas”, destaca Vaz, que admitiu ser o setor de vestuário o que mais vende durante o Liquida Natal.

    O Liquida Natal deste ano tem, ainda, uma missão especial – a de contribuir com a recuperação da economia. De acordo com Augusto Vaz, haverá um total de 6 mil vendedores que vão concorrer a prêmios juntos com quem comprar. Os maiores estabelecimentos comerciais de Natal já confirmaram participação: Midway Mall, Natal Shopping, Partage Norte Shopping e Cidade Jardim. “Até a chegada do Liquida Natal acreditamos que haverá mais participação ainda. Quanto aos prêmios, vão de TVs a carros, os vendedores vão concorrer a prêmios de R$ 1 mil e haverá dois sorteios para lojistas, que vão concorrer a uma viagem com tudo pago e direito a acompanhante para Buenos Aires”, detalha Augusto Vaz.

    comentarios