167140

    As fortes chuvas que assolam o Rio Grande do Norte colaboraram para mais um acidente. Desta vez, a ocorrência teve lugar em São Gonçalo do Amarante, na BR-406 – estrada que dá acesso ao aeroporto.

    Um carro colidiu com outro veículo e acabou capotando para fora da estrada, caindo na encosta de vegetações. Apesar do acidente violento, ambos os motoristas escaparam ilesos e ninguém ficou ferido.

    167140

      Mesmo em um cenário de crise econômica, no qual a saúde financeira de vários municípios potiguares está comprometida, a cidade de São Gonçalo do Amarante tem, atualmente, mais de quarenta obras em execução em diversas áreas. De acordo com o prefeito Paulo Emídio (PR), as ações são resultado da adoção de um conjunto de estratégias que envolvem decisões políticas e recursos de gestão.

      Uma delas, segundo o chefe do Executivo, diz respeito ao estabelecimento de prioridades. Na administração municipal de São Gonçalo do Amarante, a conclusão de obras já em execução, em vez da iniciação de novos projetos, tem preferência, como forma de evitar que a cidade se transforme em um canteiro de obras abandonadas.

      Além disso, o próprio prefeito relata que tem se empenhado para realizar visitas in loco quinzenalmente para cobrar maior celeridade das empresas envolvidas nos projetos. Uma gestão de contratos mais eficiente, com notificações formais às empresas com cronograma em atraso, também foi implementada.

      Nesta quarta-feira, 19, Paulinho, como o gestor é mais conhecido em São Gonçalo do Amarante, palestrou no 1° Seminário Integrado de Controle Externo, evento organizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) que abordou o tema “Obras paralisadas e inacabadas”. Em estudo recente, o órgão identificou que, no Rio Grande do Norte, há 313 obras nesta condição, o que representa um prejuízo aos cofres públicos de mais de R$ 300 milhões.

      Em sua fala, o gestor municipal destacou que, além das estratégias mencionadas anteriormente, a Prefeitura implantou um rigoroso programa de controle fiscal para garantir as contrapartidas de convênios em execução, bem como buscar novos investimentos, sem contar com o acompanhamento rígido dos convênios firmados junto a ministérios em Brasília.

      A Comissão de Licitação do município também foi recebeu ações específicas, como oferecimento de melhor suporte técnico-profissional, visando dar maior celeridade a procedimentos administrativos.

      167140

        A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, por meio da Coordenação de Vigilância em Saúde, produziu um novo material educativo contra a dengue, que deverá ser distribuído ainda no segundo semestre deste ano, em todo município.

        Trata-se de um leque, com figuras e textos, que contêm informações sobre o controle e a prevenção do Aedes Aegypti, de modo a atender todos os públicos. “O novo material substitui o antigo Leque Informativo, com uma mensagem mais clara e objetiva, com fácil compreensão para crianças e adultos”, afirmou o coordenador Vinícios Maurício.

        Apesar de o material educativo seguir as orientações rotineiras do Ministério da Saúde, o formato é uma ação utilitária, especialmente no período mais quente do ano. “O Leque Informativo contra a Dengue é de extrema utilidade, pois o usuário pode carregá-lo na bolsa ou usá-lo em qualquer ambiente, estimulando a própria conscientização”, afirmou a coordenadora do departamento pedagógico do setor, Gesiane Silva.

        Em 2016, o setor de combate às endemias distribuiu 15 mil materiais educativos, entre cartazes, folders e leques. Neste ano, mais de 7 mil informativos foram disseminados e mais de 10 mil Leques já estão sendo produzidos. O novo material deverá ser distribuído nas escolas, unidades de saúde, residências e eventos públicos, nos próximos meses. O objetivo é estimular a participação popular no combate à Dengue e, consequentemente, reduzir o índice de pessoas infectadas com a doença.

        167140

          A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) começa a realizar, nesta quinta-feira (20), um levantamento de dados nas feiras livres do município de São Gonçalo do Amarante/RN.  A pesquisa deverá quantificar o número de feirantes e de produtos, qualificar a origem dos gêneros alimentícios, investigar as necessidades básicas dos trabalhadores e analisar o método de vendas no espaço livre.

          Uma equipe composta por 10 pessoas realizará a primeira visita no Conjunto Novo Amarante e, logo depois, deverá atender as demais feiras livres do município, seguindo o cronograma das comunidades. O objetivo é usar as informações para a formulação de um projeto moderno que se adeque a nova realidade das cidades inteligentes.

          “Esse levantamento dará base a um estudo técnico que consolidará diversas parcerias ao exemplo do Demutran, Vigilância Sanitária, Espaço do Empreendedor e Sebrae. O intuito é trazer melhorias na segurança, higienização e diversificação nas formas de pagamento – com o uso de maquinas de cartão”, afirmou o titular da Semsur, José Basílio.

          20150903_103345

            O médico de São Gonçalo  do Amarante, Dr. Lira Holanda, foi processado pela senadora Fátima Bezerra,(PT), por ofensas em rede social. Na ação a Senadora reuniu várias publicações na página do médico (facebook).

            No acordo, Dr Lira se prontificou de apagar as publicações ofensivas contra a Senadora além de assinar um termo de retratação pública e ter que pagar 05 salários mínimos vigentes, que serão revertidos ao Grupo de Apoio à Criança com Câncer do RN – GACC e ao Instituto Juvino Barreto.

            A retratação do médico foi publicada em sua pagina no ‘facebook’.

            Com informações do Alerta São Gonçalo

              Na madrugada desta quinta-feira 20, bandidos agiram na calada da noite e explodiram um caixa eletrônico dentro de uma agência do Banco do Nordeste na cidade de São Gonçalo do Amarante.

              A agência, que está localizada perto do Nordestão do Gancho, teve sua porta de vidro de entrada estilhaçada; a quantia levada ainda não foi divulgada pela polícia, que através de agentes do Bope averiguam no local se há resquícios dos artefatos usados pelos criminosos para arrombar os caixas.

              Confira imagens:

              20150903_103345

              167140

              20150903_103345

                A prefeitura de São Gonçalo do Amarante, publicou no Jornal Oficial do Município, edição desta quarta-feira, o edital para as inscrições do Processo Seletivo Simplificado para a contratação temporária de profissionais para atender as necessidades da Secretaria Municipal de Saúde.

                As funções a serem exercidas serão as seguintes:

                * Médico com formação em saúde mental (03 vagas) – Carga horária de 20h – Requisitos; Curso Superior em Medicina, Residência Médica em Saúde Mental reconhecida pelo MEC ou Título de Especialista em Saúde Mental reconhecido pelo Órgão Competente e Registro no Conselho Regional de Medicina – CRM; Vencimento base de R$ 1.344,84

                * Médico Veterinário (01 vaga) – Carga horária de 40h – Requisitos; Curso Superior em Medicina Veterinária, no Conselho Regional de Medicina Veterinária – CRMV ; Vencimento base de R$ 1.344,84

                * Médico Pediatra (02 vagas) – Carga horária de 20h – Requisitos; Curso Superior em Medicina, Residência Médica em Pediatria reconhecida pelo MEC ou Título de Especialista em Pediatria reconhecido pelo órgão competente e Registro no Conselho Regional de Medicina – CRM; Vencimento base de R$ 1.344,84

                * Médico Ginecologista (02 vagas) – Carga horária de 20h – Requisitos; Curso Superior em Medicina, Residência Médica em Ginecologia e Obstetrícia e Ginecologia reconhecida pelo MEC ou Título de Especialista em Ginecologia Obstetrícia reconhecido pelo órgão competente e Registro no Conselho Regional de Medicina – CRM; Vencimento base de R$ 1.344,84

                * Educador Físico (01 vaga) – Carga horária de 40h – Requisitos; Curso Superior em Educação Física e Registro no Conselho Regional de Educadores Físicos CREF; Vencimento base de R$ 1.344,84.

                * Farmacêutico (02 vagas) – Carga horária de 40h – Requisitos; Curso Superior em Farmácia e Registro no Conselho Regional de Farmácia – CRF – Vencimento base de R$ 1.344,84.

                * Psicólogo (01 vaga) – Carga Horária de 40h – Requisitos; Curso Superior em Psicologia e Registro no Conselho Regional de Psicologia – CRP; Vencimento base de R$ 1.344,84.

                * Assistente Social (01 vaga) – Carga Horária de 30h – Requisitos; Curso Superior em Serviço Social e Registro no Conselho Regional de Assistência Social – CRESS; Vencimento base de R$ 1.344,84.

                * Auxiliar de Saúde Bucal (01 vaga) – Carga Horária de 40h – Requisitos; Curso Profissionalizante de Auxiliar de Saúde Bucal e Registro no Conselho Regional de Odontologia – CRO; Vencimento base de R$ 952,57.

                * Cirurgião Dentista (01 vaga) – Carga Horária de 40h – Requisitos; Curso Superior em Odontologia e registro no Conselho Regional de Odontologia – CRO; Vencimento base de R$ 1.344,84.

                * Enfermeiro (03 vagas) – Carga Horária de 40h – Requisitos; Curso Superior em Enfermagem e Registro no Conselho Regional de Enfermagem – COREN; Vencimento base de R$ 1.344,84.

                * Fisioterapeuta (01 vaga) – Carga Horária de 30h – Requisitos; Curso Superior em Fisioterapia e Registro no Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – CREFITO; Vencimento base de R$ 1.344,84.

                * Médico (a) Generalista (25 vagas) – Carga Horária de 40h – Requisitos; Curso Superior em Medicina e Registro no Conselho Regional de Medicina – CRM; Vencimento base de R$ 1.344,84.

                * Médico Regulador (01 vaga) – Carga Horária de 40h – Requisitos; Curso Superior em Medicina e Registro no Conselho Regional de Medicina – CRM; Vencimento base de R$ 1.344,84.

                * Técnico de Enfermagem (05 vagas) – Carga Horária de 40h – Requisitos; Curso Profissionalizante de Auxiliar de Enfermagem e Registro no Conselho Regional de Enfermagem – COREN; Vencimento base de R$ 952,57.

                Das inscrições

                As inscrições serão realizadas nos dias 25, 26 e 27 de Julho de 2017, das 8h00min às 14h00min, no Auditório do IPREV – Instituto de Previdência do Servidor Municipal, situado na Rua Cícero Hipólito, 23, Santa Terezinha, São Gonçalo do Amarante/RN.

                Os documentos necessários para as inscrições serão:  Carteira de Identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF), Comprovante de residência (original e cópia); Estar em dia com as obrigações eleitorais (apresentar original e cópia do título eleitoral e do comprovante que votou no último pleito eleitoral); Se do sexo masculino, apresentar quitação com o serviço militar (original e cópia do certificado de reservista ou do certificado de dispensa de incorporação – CDI), além de um curriculum Vitae.

                Para mais informações, entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde pelo fone: (84) 3278-3366

                077db241-6784-4cfa-894c-b82de89ca6f1

                  A Secretaria de Saúde de São Gonçalo do Amarante iniciou novo trabalho de reabastecimento nas farmácias das Unidades Básicas de Saúde. O órgão atualizou a lista de medicamentos disponíveis à população, que atualmente conta com 262 itens diferentes. A atualização da lista é feita pela equipe técnica, a farmacêutica responsável e os médicos que compõem o quadro da rede municipal.

                  Deste leque de 262 medicamentos oferecidos pela Prefeitura Municipal, 204 são de uso essencial (antibióticos, analgésicos, antialérgicos, xaropes, frutificantes e outros) e estão ao alcance dos pacientes moradores de São Gonçalo, desde que seja apresentada a receita médica. Os demais 58 itens, integram a lista de medicamentos do componente estratégico, ou seja, precisam de restrição no uso por se tratar de tratamentos específicos como tuberculose, tabagismo, esquistossomose, hanseníase e outros.

                  “Aqui em São Gonçalo nós descentralizamos a entrega de medicamentos básicos, realizada nas próprias unidades de saúde, mas com relação aos medicamentos psicotrópicos são distribuídos aos usuários em duas unidades de saúde (são Gonçalo e jardim Lola), pois requerem a presença do profissional farmacêutico, também são disponibilizados aos pacientes em tratamento no CAPs (Centro de Atenção Psicosocial). Quanto aos medicamentos estratégicos são solicitados a UNICAT de acordo com os protocolos existentes”, explicou o secretário municipal de Saúde, Jalmir Simões.

                  Jalmir informou ainda que existe em São Gonçalo um controle do fluxo de medicamentos para evitar desperdício de produtos vencidos e desabastecimento, inclusive com remanejamento de itens. Uma portaria municipal define os trâmites para abastecimento das farmácias básicas, onde estabelece que os gerentes das unidades encaminhem a reposição até o dia 20 de casa mês para a Central de Abastecimento Farmacêutico.

                  Segundo Simões o município conseguiu vencer a burocracia exigida pela Lei 8.666 que regulamenta os processos licitatórios. “O atraso na licitação acarretou a falta de alguns itens na nossa Central de Abastecimento, nós reconhecemos, mas não houve desabastecimento total. Agora, finalizada a licitação estamos regularizando o abastecimento. Nossa equipe montou uma estratégia para agilizar a entrega destes itens que estiveram em falta nas unidades de saúde”, afirmou.

                  20150903_103345

                    Encarada como uma importante obra para o Rio Grande do Norte, a intervenção que visa concluir o acesso sul ao Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, localizado no município de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, segue paralisada e sem qualquer previsão de retomada. Pelo menos foi isso que afirmou ocorrer neste momento o diretor do Departamento de Estradas e Rodagens (DER), Jorge Fraxe.

                    Há pouco mais de um mês, Fraxe havia informado à reportagem que a obra em questão estava paralisada devido às chuvas que atingem o território potiguar desde junho. Naquela oportunidade, o diretor do departamento revelou não valer a pena recomeçar as intervenções na região uma vez que elas seriam dificultadas pelo volume de água que vem caindo neste período de inverno. Ou seja, se fosse apostar na mesma, o trabalho poderia ficar mal feito e, depois, necessitar de reparos.

                    “Não temos como fazer pista no momento, porque estamos em época de inverno; época de chuvas. Mês de junho e julho é muito complicado para fazer obras em pistas. Com o solo encharcado, não temos como fazer, porque ele fica borrachudo e a estrada cria vários buracos. É impossível fazer, a não ser que seja de qualquer jeito e acabe se tornando uma lambança”, declarou Fraxe em 13 de junho.

                    Sucinto, Fraxe elencou dois motivos para a obra ainda não ter sido retomada, sendo um deles a persistência do período chuvoso, que embora esteja menos insano, ainda se faz presente na capital potiguar e tem deixado a população em sinal de alerta. O segundo motivo é a inadimplência do governo, que está com uma dívida de R$ 5 milhões para ser quitada.

                    “As obras não voltaram. Primeiro, porque as chuvas não pararam e, segundo, porque o governo continua inadimplente. Estamos com uma ação no Supremo Tribunal Federal para ver se a situação passa a ficar adimplente e a gente consegue a Certidão de Regularidade Previdenciária para tocar a obra. Enquanto isso não ocorrer, vai continuar tudo parado. Sem regularização não teremos como retomar. Não se retoma nada com uma dívida de R$ 5 milhões”, declarou.

                    Originalmente orçadas em R$ 76 milhões – valor levantado durante a gestão de Rosalba Ciarlini (PP) como governadora do Rio Grande do Norte –, a obras dos acessos Norte e Sul ao aeroporto subiram para R$ 90 milhões em virtude dos atrasos na execução. O asfalto do acesso Sul do aeroporto terá, em sua conclusão, 18,79km de extensão, ficando, assim a 2km de distância da BR-304. Ao todo, foram R$ 20 milhões contingenciados pelo governo federal.

                    Apesar da demora em sua conclusão, a obra do acesso Sul, quando concluída, permitirá uma grande evolução no tráfego potiguar daquela região, conforme previu Fraxe ainda na entrevista concedida na primeira quinzena de junho. “Ela vai retirar parte do tráfego que aglomera e engarrafa muito os eixos da ponte da Redinha e da ponte de Igapó. Vai jogar para fora dessa área conturbada nosso anel viário que estamos planejando, do qual o acesso sul faz parte, de modo que, quem vem do Norte e do Noroeste em direção ao estado, não vai precisar entrar em Natal”, disse o titular do DER, completando com um exemplo:

                    “O combustível de Clara Camarão, que é um querosene de aviação exportado para São Gonçalo, já vai direto para lá. Quem vier do Ceará, Pernambuco e Paraíba, vai passar por fora, parando na Reta Tabajara; dali, desce para Parnamirim ou vai para Mossoró, mas não entra em Natal. As cargas pesadas de exportação não passarão mais pela capital e isso vai aliviar muito o tráfego”, encerrou.

                    Por Agora Jornal