3a83088b126f44cd80335113145a7977

    Turistas, comerciantes e moradores da Praia do Meio estão apavorados com visitante indesejável. Logo no início da manhã, quando a maré está baixa, a área pertence a eles, os ratos, que saem em busca de alimento e de novos abrigos.

    “Tem muito rato por aqui, mas só aparecem logo cedo pela manhã ou pouco antes de anoitecer. É muito rato”, diz o comerciante Manoel dos Santos, de 46 anos, que vende cocos na praia.

    O relato é o mesmo do comerciante Carlos Chagas, 63 anos, morador do bairro de Brasília Teimosa, que fica nas proximidades da praia. “Eu venho caminhando e tropeço num rato. Deveriam fazer uma limpeza destas estruturas e uma desratização completa da praia”, aponta.

    O fotógrafo do Agora RN, José Aldenir, conseguiu flagrar a presença dos ratos ao longo da Praia do Meio. Sem cerimônias, os animais deixam as pedras de enrocamento de proteção da orla por conta dos resíduos deixados por frequentadores e turistas, como restos de comida.

    Segundo o Centro de Zoonose de Natal, órgão ligado à Secretaria Municipal de Saúde, a Praia do Meio passará por desratização no mês de junho.

    No entanto, segundo o diretor da unidade, Alessandre Medeiros, o serviço não será específico para o controle de praga urbana. “O trabalho é para reduzir áreas de risco para ocorrência de leptospirose”, explica.

    De acordo com Alessandre Medeiros, o Centro de Zoonoses vai atuar na Praia do Meio e nos bairros do Alecrim, Quintas e Rocas, nas regiões ribeirinhas às margens do Rio Potengi. Natal registrava em 2013 uma incidência acima de 1,7 casos de leptospirose por 100 mil habitantes. Este é padrão de normalidade sobre a doença, segundo o Ministério da Saúde. Em 2017, o município registrou 0,8 por 100 mil habitantes em 2017. “E até agora não há casos notificados da doença”, reforça Alessandre Medeiros.

    A Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur) informou que vai promover a orientação dos comerciantes das praias urbanas sobre o descarte irregular de resíduos.

    Por AgoraRN
    Boa Vista AC 04 05 2018 Refugiados venezuelanos abrigados provisoriamente em Boa Vista.Marcelo Camargo/Agencia Brasil

      Cerca de 29 refugiados e imigrantes em situação de risco que residem em Natal receberão atendimentos médicos, odontológicos e jurídicos nesta segunda-feira, 14, a partir das 18 horas. A atividade faz parte do Projeto Sem Fronteiras, iniciativa de alunos do Curso de Relações Internacionais da Universidade Potiguar que tem por objetivo auxiliar o grupo de estrangeiros oriundos, principalmente, da África do Sul e Oriente Médio. Os atendimentos serão realizados no Centro Integrado de Saúde (CIS), localizado na Unidade Salgado Filho.

      Gana, Marrocos, Egito, Venezuela, Síria, Níger, Mali, Nigéria e Burkina Faso são alguns dos locais de origem dos beneficiados pelo Sem Fronteiras. Uma parte dele é de imigrantes e outros já podem ser considerados refugiados, condição jurídica que eles recebem após o visto de refúgio. Apesar das diferenças legais, ambos os grupos enfrentam praticamente as mesmas dificuldades como pouco acesso a serviços de saúde e a própria barreira da língua.

      Com o objetivo de minimizar esses transtornos, o projeto já realizou, só em 2018, uma média de seis atendimentos odontológicos e, nesta ação, será feita a segunda consulta médica. O atendimento jurídico também é o segundo, sendo feito por um profissional voluntário que tem experiência com questões de imigração.

      A voluntária do projeto e aluna de Relações Internacionais, Gilce Azevedo, explica que a língua também é uma demanda bem urgente. “Eles precisam falar Português para facilitar o dia a dia, se comunicarem e até conseguirem o visto de permanência no país”. Pensando nisso, o grupo prevê iniciar, ainda no fim de abril, aulas de Português também com voluntários. Alunos do Curso de Letras da UnP também são convidados a participar.

      Além dos estudantes de Relações Internacionais, o projeto de extensão conta ainda com o apoio dos Cursos de Medicina e Odontologia. O grupo de universitários da UNP é de aproximadamente 30 pessoas, mas o total da iniciativa é ainda maior com voluntários de fora da Universidade.

      Quadro-1

        O professor Judson Rodrigues de Castro, de 33 anos, morto e enterrado no quintal de uma casa na cidade de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal, foi sepultado na tarde desta quinta-feira (10). Parentes, amigos e alunos compareceram ao Cemitério Parque da Passagem, em Extremoz, para se despedir dele.

        O corpo do professor, que dava aulas de geografia, foi encontrado na tarde da quarta (9) no momento da prisão de dois suspeitos do crime. Para o delegado Donny Exôdo Lima Cavalcante, que conduz o inquérito, Judson foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte).

        Embora um dos suspeitos tenha revelado um suposto envolvimento com o professor, para o delegado os presos planejaram o crime com o objetivo de vender o carro da vítima e repartir o dinheiro.

        O pastor evangélico Alexandre Almada, amigo de infância de Judson, foi ao enterro e lamentou a morte. “Ensinava o amor e ensinava a paz aos alunos”, enfatizou.

        A estudante Eduarda Rocha, aluna do professor de geografia, também foi ao sepultamento acompanhada de colegas de classe. A garota pediu justiça e punição aos envolvidos no assassinato. “Estamos muito revoltados com isso, não queremos nenhum deles soltos”, disse.

        WhatsApp Image 2018-05-11 at 11.57.29

          A Prefeitura Municipal de São Gonçalo do Amarante/RN entregou na manhã desta sexta-feira (11), a reforma e ampliação da Escola Municipal Alfredo Mesquita Filho, em Alagadiço Grande, Zona Rural do município. A unidade atende alunos das comunidades Barro Duro, Utinga, Rio da Prata e loteamento Liberdade.

          Com essa ampliação, a escola passará a atendar alunos também do Ensino Fundamental II, em tempo integral, além do fundamental I. “Agora eu posso estudar mais, ter mais conhecimento e ocupar ainda mais meu tempo com a escola”, afirmou a aluna do 8º ano, Raíssa Moreira.

          Os serviços também incluíram a reforma da quadra de esportes, acessibilidade em toda unidade e aquisição de novos equipamentos para melhor atender os alunos e profissionais.

          WhatsApp-Image-2018-05-10-at-10.38.12

            Nesta quarta-feira (09), o Centro Especializado em Reabilitação (CER) de São Gonçalo recebeu a visita da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, sob a coordenação técnica da arquiteta colaboradora do Ministério da Saúde (MS), Liorne Fransolin. A equipe tem o intuito de realizar o monitoramento das obras onde os Centros de Reabilitação (CER III) de Parnamirim e São Gonçalo do Amarante serão implantadas pelo Ministério.

            A Coordenação-Geral de Saúde da Pessoa com Deficiência/MS vem acompanhando todo o processo de implantação, apoiando e orientando à execução das obras.

            Atualmente, o Rio Grande do Norte dispõe de oito Centros Especializados em Reabilitação, distribuídos pelos municípios de São José de Mipibu, Areia Branca, Guamaré, Santa Cruz, Pau dos Ferros, Macaíba e Natal. Em breve, os municípios de Parnamirim e São Gonçalo do Amarante também contarão o seu CER habilitado.

            De acordo com a Técnica do Ministério da Saúde, o município de São Gonçalo vem cumprindo os prazos estabelecidos, até então, sem nenhuma anormalidade.

            JRS_6096

              A Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), irá realizar neste sábado (12) o dia “D” de imunização contra a influenza. Cerca de 220 profissionais da saúde estarão envolvidos durante todo o dia; das 08 às 17h.

              A meta é atingir 90% dos grupos prioritários: crianças entre 6 meses e menores de 5 anos, jovens e adolescente de 12 a 21anos sob medidas socioeducativas, gestantes, puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), idosos, indígenas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clinicas especiais, professores e trabalhadores da saúde.

              Campanha Nacional
              A campanha teve início no dia 23 de abril e segue até o dia 1 de junho em todas unidade básicas. Até o momento 5.498 são-gonçalenses foram imunizados.

                Quadro-1

                Um professor de matemática da rede particular, identificado como Jefferson Andrielle Melo da Silva, de 27 anos confessou a Polícia Civil ter assassinado o colega, também professor, Judson Rodrigues da Costa, de 33 e enterrado o corpo na própria casa, no município de São Gonçalo do Amarante. O suspeito relatou aos investigadores que estava sendo ameaçado.

                De acordo com a polícia a vítima, que lecionava Geografia estava desaparecida deste a terça-feira (08), os familiares e amigos entraram em contato com a empresa de rastreamento do veiculo particular do professor e chegou a um suspeito. O homem identificado como Mateus explicou o que tinha acontecido.

                Mateus revelou que Jefferson tinha matado Judson e imediatamente os policiais foram até o trabalho do suspeito e deram voz de prisão. O professor confessou todos os detalhes, o motivo do crime e o local onde estava o corpo.

                Veja vídeo;

                3a83088b126f44cd80335113145a7977

                  Um homem foi encontrado morto e enterrado no quintal de uma casa no bairro Jardins, em São Gonçalo do Amarante, Grande Natal, na tarde desta quarta-feira (9). Ele estava desaparecido desde o meio-dia desta terça (8). Dois suspeitos de terem assassinado a vítima foram presos pela polícia. Um terceiro permanece foragido.

                  De acordo com o subtenente Ângelo Fabrício, da Companhia de Policiamento Rodoviário Estadual (CPRE) da PM, o homem assassinado teria um caso com um dos autores do homicídio, que é casado. O suposto assassino disse à polícia que matou o homem depois que ele ameaçou enviar para a sua esposa fotos e vídeos íntimos dos dois.

                  “Ele disse que o atraiu para a casa onde mora ao meio-dia de ontem (terça, 8), e contou com a ajuda de mais dois jovens para executar o crime”, conta o suboficial Ângelo Fabrício. O homem teria sido asfixiado e depois enterrado em uma cova cavada na parte de trás da residência.

                  Carro abandonado

                  No início da tarde desta quarta-feira (9), moradores do bairro Nordeste chamaram os policiais do CPRE que passavam a caminho de um posto de combustíveis para abastecer o carro da polícia. As pessoas informaram que havia naquele posto um veículo abandonado, desde a terça.

                  O subtenente Ângelo Fabrício conta que, quando estava próximo ao automóvel indicado pelos moradores, um homem se aproximou do carro, tentando abri-lo. Ao ser abordado pelos policiais, informou que se tratava do veículo da vítima.

                  Em seguida, conduzido à delegacia, ele disse aos policiais que quem sabia onde estava o dono do carro era um professor, que estava dando aula na Zona Norte da capital. Trata-se do homem que teria um caso com a vítima.

                  Em seguida, os policiais localizaram esse professor e o conduziram à DP. Interrogado, ele confessou o homicídio e informou que o corpo estava enterrado no quintal da casa onde mora. Os policiais foram até a residência e encontraram o cadáver. O Instituto Técnico-Científico de Perícia e a Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa foram acionados para recolher o corpo e examinar a cena do crime. O terceiro homem que teria participado do assassinato foi identificado e está foragido.

                  Por G1RN
                  3a83088b126f44cd80335113145a7977

                    O Ministério Público Eleitoral emitiu recomendação às entidades religiosas do Rio Grande do Norte alertando líderes, pastores, ministros e religiosos quanto à proibição de propaganda eleitoral – seja de forma verbal ou impressa – nos templos religiosos. O desrespeito a essa regra da legislação pode resultar em aplicação de multa à entidade e até na cassação de registro do candidato.

                    A recomendação destaca que “a liberdade de manifestar a religião ou convicção, tanto em local público como em privado, não pode ser invocada como escudo para a prática de atos vedados pela legislação” e cita o entendimento recente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), segundo o qual propagada realizada por entidade religiosa, ainda que de modo velado, pode caracterizar abuso de poder econômico.

                    A procuradora regional eleitoral Cibele Benevides – autora da recomendação -, lembra ainda que o fato de as doações eleitorais por pessoa jurídica a partidos políticos e candidatos terem sido vedadas “reforça a proibição de as entidades religiosas contribuírem financeiramente para a divulgação direta ou indireta das campanhas”.

                    Acrescenta também que, de acordo com a Lei das Eleições (9.504/1997), é vedada a veiculação de propaganda nos bens de uso comum, aqueles aos quais a população em geral tem acesso e dentre esses estão as igrejas e os templos.

                    Para o MP Eleitoral, a utilização dos templos como local de propaganda causa desequilíbrio na igualdade de chances entre os candidatos, o que pode afetar a normalidade e a legitimidade das eleições e levar à cassação do registro ou do diploma dos candidatos eleitos.

                    Cópias da recomendação também foram enviadas ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN) e aos promotores eleitorais por todo o estado. Confira a íntegra aqui.

                    64580c58b2cba92

                      Perto da abertura, o Hotel Vila Galé está em processo de contratação para a equipe de trabalho. Os interessados devem comparecer ao Sine-RN, localizado na Rua Adolfo Gordo, no bairro de Cidade da Esperança.

                      Os candidatos para as vagas de supervisor de padaria e confeitaria, chefe de steward e supervisor de steward devem procurar o Sine nesta quinta-feira (10), às 9h.

                      Para quem deseja as ocupações de supervisor de bares e restaurantes e assistente de alimentos e bebidas, a ida ao Sine deve ser feita na sexta-feira (12), também às 9h.

                      Para todos os cargos, é necessário ter experiência na área e disponibilidade de residir na cidade de Touros, no litoral Norte do Estado.

                      Os interessados devem levar caneta, currículo e documentos pessoais – CTPS, RG, CPF e comprovante de residência.

                      A abertura do Vila Galé está prevista para o mês de julho. O empreendimento possui 514 apartamentos. São seis restaurantes, quatro bares, piscinas exteriores e interiores, centro de convenções e capacidade para 1.200 pessoas.