DSC_805

    Uma nova modalidade de estelionato, praticado pelo Whatsapp, vem ganhando força em Natal. Os casos ligaram o sinal de alerta da Delegacia Especializada em Falsificações e Defraudações (Defd), que já recebeu denúncias de vítimas da prática criminosa.

    Os estelionatários enviam uma mensagem para vítima de um telefone que supostamente pertenceria a empresa de comércio online OLX, solicitando um código para validar um anúncio que a vítima teria feito. A partir desse código, os criminosos “sequestram” a conta do Whatsapp e passam a enviar mensagens para os contatos da vítima, contando histórias falsas para conseguir dinheiro.

    O golpe permite que o aplicativo de mensagens seja desabilitado e habilitado no aparelho celular do estelionatário sem que a vítima perceba, uma vez que a prática não interfere em sua linha telefônica.

    O que fazer?

    A dica é entrar no aplicativo WhatsApp, acessar a opção “configurações” ou “ajuste”, em seguida “conta”, “verificação em duas etapas” e após isso, inserir uma senha de segurança escolhida por você.

    A ação impede o sequestro do aplicativo de mensagens, pois o estelionatário precisa ter conhecimento dessa senha, cadastrada durante a verificação em duas etapas. Em todos os casos, a polícia orienta ainda que os usuários jamais passem mantenham contato com o estelionatário.

    De acordo com a polícia, a vítima não precisa cancelar sua linha telefônica, mas é necessário entrar em com o aplicativo mensageiro por meio do endereço suport@whatsapp.com, para que a conta seja bloqueada e posteriormente restaurada. Após o procedimento, a orientação é procurar a delegacia mais próxima para registro da ocorrência.

    comentarios