DSC_805

    Foram reiniciadas as atividades de combate aos criadouros do mosquito Aedes Aegypti em São Gonçalo do Amarante/RN. A ação acontece em parceria com os agentes comunitários e de endemias do município.

    O serviço para interrupção do ciclo reprodutivo do mosquito transmissor da dengue inclui a borrifação de inseticida através de duas bombas portáteis de Ultra Baixo Volume (UBV), nas localidades detectadas com alto índice de infestação através de mapeamentos constantes. Esse método é considerado eficaz por atingir pontos de difícil acesso em toda a cidade.

    Os agentes também estão realizando o trabalho de pulverização nos limites com outros municípios. Este serviço tem como principal objetivo diminuir cada vez mais o índice de infecção por doenças como a Dengue, Zica e Chikungunya em toda a região.

    De acordo com o mais recente Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes Aegypti (LIRAa), o Rio Grande do Norte se encontra em alerta, com uma taxa superior a 42% de municípios em situação de risco. São Gonçalo fechou 2017 com a taxa de 1,8% de índice de infestação.

    “Estamos diariamente com as equipes trabalhando para que possamos reduzir ainda mais esse número e alcançar a meta de 1% apenas. Para isso, precisamos da ajuda da população”, reforça Vicente Nascimento, coordenador do Departamento de Vigilância em Saúde.

    CUIDADOS
    Para combater o mosquito da dengue e evitar a sua picada, existem alguns cuidados que podem fazer toda a diferença, como:

    • Manter as garrafas vazias ou baldes viradas para baixo;
    • Não deixar entulho no quintal ou nas ruas e varrer diariamente a água parada;
    • Cobrir as caixas d’água, poços ou piscinas e manter as calhas de água limpas;
    • Colocar terra ou areia nos pratos dos vasos das plantas;
    • Colocar o lixo para fora de casa apenas nos dias de recolhimento;
    • Guardar pneus em locais cobertos, longe da chuva. Faça furos na parte de baixo ou entregue na Coordenadoria de Vigilância em saúde.

    comentarios